A importância do pai na criação de um filho

Foi o tempo que o pai era aquele que saia para ganhar o pão de cada dia e toda a responsabilidade na criação de um filho era única e exclusivamente da mãe. Graças a Deus isso mudou e hoje em dia as pessoas estão cada vez mais conscientes do quão importante é a figura do pai na criação de um filho. Sim, muitos progenitores (pois existe uma diferença entre fazer um filho e ser pai) parecem ainda não ter entendido isso, mas é inegável que avançamos muito e muitos homens finalmente entenderam que sua função na paternidade vai muito além de sair para trabalhar e dar o que seu filho precisa.

Desde a gravidez o pai tem um papel fundamental, tanto no suporte emocional da mãe como com o próprio filho, que desde o útero já é capaz de ouvir e entender a voz de seu pai e sua mãe. Conversar com o bebê desde a barriga vai passar para ele estímulos importantíssimos e que, ao nascer, já será capaz de reconhecer a voz que tanto conversou com ele durante a gestação.

Quando o bebê nasce é muito comum ouvir que a mãe quem tem que cuidar dele, uma vez que “tudo é peito” quando o bebê está em aleitamento materno. Muitas vezes sim, apenas a mãe será capaz de acalmá-lo, seja através da amamentação, seja através da sua presença que é indiscutível como é única na vida do seu bebê. Mas se o pai não é capaz de fazer algo diretamente pelo seu bebê, ele pode fazer pela mãe. Nas madrugadas em claro estar ali, ao seu lado para dar apoio, para apoiá-la nos momentos de dificuldade com a amamentação, com as cólicas do bebê. Para preparar um almoço para a mãe que está cansada de tanto acordar a noite para amamentar, passar um pano na casa, fazer o mercado. O pai não estará cuidando diretamente do seu filho, mas estará dando condições para que a única pessoa capaz de fazer isso naquele momento, o faça com qualidade e total doação, então indiretamente ele está sim fazendo para o seu filho.

 

A presença do pai traz equilíbrio na vida de um filho. O pai representa segurança e proteção, saber que tem alguém ali sempre que precisar, seja nos primeiros passos, no primeiro tombo ou no primeiro dia de aula!

Ser pai não é dar ao filho o que ele quer, mas sim o que ele necessita para encontrar o próprio caminho. Não é apenas estar presente quando o filho precisa, mas também ausentar-se quando ele não necessita e deixar com que ele siga o seu caminho com as próprias pernas, mas sabendo que ali sempre terá alguém para acolhê-lo quando ele precisar.

 

 

 

 

 

 

 

O pai não precisa ser biológico, não precisa ser o namorado, o noivo da mãe, e muitas vezes não precisa se quer ser um homem. Muitas vezes a mãe faz o papel de pai, e tá tudo bem ser “pãe”. Palmas para essas mães, inclusive! O que um pai precisa para ser pai é passar toda a segurança que um filho precisa para ser filho.

 

 

 

 

 

 

 

 

Um feliz dia dos pais a todos os pais que cumprem seu papel com maestria! Um feliz dia dos pais ao meu papai e ao meu marido que são a perfeita definição de pai!

Um beijo grande!

  • Compartilhar
  • Linkedin
  • Pinterest
  • Whatsapp